4 aplicativos que atuam no combate da violência contra a mulher

assério

A cena constrangedora de Silvio Santos falando que ficava excitado ao ver a cantora Cláudia Leitte durante sua apresentação no Teleton é quase impossível de ser assistida por completo. A insistência do apresentador e do no do SBT, a vergonha e tentativa de fuga do tema por parte de Cláudia e a expressão cada vez mais séria da filha e da mulher de Silvio fizeram muitos ficarem indignados com o que estava passando em rede nacional. Este é um entre tantos e tantos outros casos de assédio que acontecem diariamente nas ruas, nos locais de trabalho, nos supermercados, nos postos de gasolina.

Em 2015, o Anuário Brasileiro de Segurança Pública divulgou informações que diziam que acontece 1 estupro a cada 11 minutos no Brasil. O mais triste: esse número representa apenas 10% dos casos que realmente acontecem. Isso porque muitas mulheres e pessoas que sabem sobre as agressões não fazem a denúncia. O motivo? O maior deles é o medo. Outro número assustador: cerca de 70% das vítimas de estupro são crianças e adolescentes e o estuprador geralmente é um homem próximo à vitima. Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 10 estupros coletivos são notificados por dia pelo SUS. Apenas 15,7% dos acusados de estupro chegam a ser presos. O que fazer diante deste cenário? O que fazer quando você sabe que, enquanto você lê este texto, uma mulher está sendo estuprada em algum lugar do país?

A tecnologia muitas vezes ajuda a unir pessoas em prol da resolução de um problema. Hoje em dia, existem diversos aplicativos que surgiram para a prevenção e combate à violência contra a mulher. Eles te ajudam a denunciar ou, até mesmo, evitar lugares com muita incidência de assédio ou estupro. Vamos à lista destes apps:

1. Mete a colher: 

mete a colher

 

O Brasil é o quinto país quando o assunto é feminicídio. Segundo uma pesquisa recente feita pelo G1, 12 mulheres são mortas por dia. O app Mete a Colher nasceu voltado especialmente para a violência doméstica. As mulheres que sobre com este tipo de violência muitas vezes têm vergonha e medo de denunciar os maus tratos e, por isso, tudo é feito anonimamente no app. Lá é possível pedir ajuda e denunciar. Além disso, também é possível encontrar outras mulheres disponíveis para conversar e aliviar a dor encontrando apoio e um ouvido que só escute o que essas pessoas têm a dizer. O app está disponível para iOS e Android.

2 e 3. SOS Mulher e Salve Maria:

salve maria

Estes apps foram criados por instituições públicas para ajudar no combate e registro da violência contra a mulher. O primeiro é uma iniciativa do Ministério Público do Amapá e o segundo do Governo do Estado do Piauí. O “SOS” está disponível apenas para iOS e tem uma tela de depoimentos de mulheres que já sofreram com assédio. Já o Salve Maria possui um “botão pânico” que manda um alerta para a viatura mais próxima da ocorrência. Entre março de 2017 e junho de 2018, o botão foi acionado 192 vezes.

4. Lei Maria da Penha:

maria da penha

Este foi um app criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) feito para pessoas que querem entender melhor os direitos da Lei Maria da Penha. Você pode ter acesso a toda a lei pelo e app, o que ajuda entender bem os direitos assegurados às mulheres. Ele é gratuito para Android.

Esses 4 apps podem ser o socorro que uma mulher está precisando. A tecnologia tem ajudado a diminuir a violência contra a mulher, mas ainda existe um longo caminho a ser percorrido. Você conhece outros aplicativos e formas de denúncia? Conta para a gente!

*Você encontra mais dados sobre a violência contra a mulher nesta reportagem do Estadão 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: