Setembro amarelo: tecnologia no combate à depressão

Talvez o povo brasileiro não seja verdadeiramente o mais alegre do mundo. De acordo com os dados da OMS (Organização Mundial de Saúde) divulgados em 2017, a depressão afeta 4,4% da população mundial e 5,8% da população brasileira. São cerca de 11 milhões de brasileiros diagnosticados com essa doença que tira a cor da vida e, em casos extremos, levam até mesmo à morte. No período de 10 anos (2005-2015) o crescimento foi de 18,4%. Na América Latina o Brasil é o país com mais casos de depressão, nas Américas somos o segundo colocado, ficando atrás apenas dos Estados Unidos que tem 5,9% de depressivos.

estee-janssens-zni0zgb3bkQ-unsplash

A situação pode ficar ainda pior. Quando o assunto é ansiedade, nós somos recordistas. Ainda de acordo com a OMS, eram 264 milhões de pessoas em 2015 diagnosticadas com ansiedade (3,6% da população). No mesmo ano, 788 mil pessoas morreram por suicídio, o que representou 1,5% das mortes no mundo. Essa foi a segunda principal causa de morte
entre jovens de 15 a 29 anos. Todos esses números nos mostram que a depressão, a ansiedade e o suicídio não são realidades tão distantes assim.

Antes de continuar falando qualquer coisa, saiba que se você estiver enfrentando depressão ou ansiedade, existem pessoas que podem te ajudar. Você não está sozinho. Entre em contato com o CVV pelo número 188 ou através deste site:

A tecnologia é vilã?

Talvez vilã seja uma palavra muito forte. Mas é inegável que ela pode sim desencadear uma série de pensamentos e sentimentos que em nada ajudam pessoas que enfrentam essa doença. Uma rápida olhada nas redes sociais e você percebe que sua vida não e tão legal quanto a daquela pessoa que você segue e vive viajando para lugares super legais, é só assistir a um vídeo de X YouTuber para ver que você não tem o melhor smartphone.

Uma passada pelo Instagram e você percebe que todo mundo tem uma vida feliz, menos você. É claro que isso não é verdade, mas esse pode ser o efeito das redes sociais na mente de alguém com depressão. Elas podem fazer com que algumas pessoas se sintam inferior e é aí onde mora o problema.

Além disso, a busca desenfreada pelos likes pode gerar ansiedade. Aqueles segundos de sentimento de aprovação e felicidade após um like ou um comentário legal podem virar um ópio para alguém que tenta escapar da realidade. Isso pode levar à uma super exposição, a qual também é a porta para o cyberbullyng. Por isso, sim…a tecnologia
pode ser usada para iniciar ou piorar casos de depressão e ansiedade, mas ela, quando bem usada pode também se tornar mocinha.

Tecnologia no combate à depressão

jason-leung-hsS6jTr-pns-unsplashO avanço da tecnologia tem chegado também para aqueles que lutam contra a depressão e ansiedade. Hoje, é possível ter na palma da mão ferramentas que podem ajudar aqueles que sofrem diariamente com essas situações a terem dias, meses, anos melhores e vidas mais satisfeitas.

O “Querida Ansiedade“, por exemplo, reúne em um só lugar exercícios, vídeos, e-books, dúvidas/respostas. Existe também o “Cíngulo” que traça as características da personalidade de cada usuário e ajuda a registrar os sentimentos de cada dia.

Também existem apps que ajudam a meditar, acalmar, apreciar o dia. Eles ajudam os usuários a terem um momento específico do dia para ficarem sozinhos, respirarem e sentirem como realmente se sentem. O “Calm” e o “Relaxing” são dois deles. Uma
outra ferramenta muito legal é o “7 Cups”, que oferece para o usuário a possibilidade de conversar com uma pessoa desconhecida. Você pode participar do app como falante ou ouvinte, então você pode também ajudar no combate à depressão através dele. Aqui nesse site você pode encontrar muitos outros aplicativos que podem ajudar no combate à
depressão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: