Se dê valor: quanto custa o trabalho de freelancer?

Não é novidade para ninguém que existem milhões de desempregados no Brasil. Assim como não é novidade para ninguém que o mercado de trabalho está em mudança. Cada vez mais pessoas escolhem seguir uma carreira solo e se desvencilhar de empresas e grandes corporações.

Existe uma busca por sonhos pessoais, qualidade de vida e a construção de uma cultura própria de vida e rotina de trabalho. Essa realidade transborda em números: de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), dos 91,9% milhões de empregados (janeiro-março), 25,9% trabalhavam de maneira independente. Esse número é gigante, são quase 24 milhões de pessoas que decidiram
seguir as próprias regras e apostar suas fichas no freelancer.

manny-pantoja-P2-4kxFhvCQ-unsplash

Quanto custa?

Um dos maiores desafios para quem trabalha sozinho é decidir quanto cobrar pelo seu trabalho. É preciso cobrar o suficiente para poder ter vida confortável e não ser desvalorizado, mas também não cobrar tanto assim para não perder para a concorrência. Para aqueles que sofrem com essa tomada de decisão tão importante na vida dos freelas, estamos aqui hoje para dizer que seus problemas podem ser resolvidos. Existem ferramentas hoje em dia que te ajudam a calcular o preço (justo e eficaz) que você deve cobrar pela hora do seu trabalho. Hora? Exatamente isso, culturalmente falando os freelancers tendem a cobrar pela hora de trabalho e é importante que você siga essa lógica se quiser ser competitivo nesse mercado.

O site Workana, que já trabalha com anúncios de oportunidades para freelancers, lançou uma “calculadora freela“. Ela calcula quanto você deve cobrar baseado em quanto você deseja ganhar mensalmente e também leva em conta as despesas geradas pelo seu trabalho e horas necessárias para finalizá-lo. Massa, né?! Essa funcionalidade te ajuda também a comparar o seu preço com pessoas da América Latina. Na realidade do Brasil hoje, por exemplo, a função que recebe melhor por hora é a social media (pessoas que produzem conteúdo para redes sociais). Vale lembrar que o Workana também conta com um serviço interno que é como se fosse uma página de classificados onde você pode oferecer seus serviços. Nesses casos, você combina com o contratante um valor pelo serviço.

Outra dica é o site 99freelas que oferece também essa calculadora maravilhosa que funciona de formam muito similar com a do Workana. É importante levar em conta, na hora de calcular “o seu preço”, as despesas (luz, telefone, aluguel, internet etc) que você tem com o seu trabalho, impostos, etc. Como isso funciona na prática? Por exemplo, se você deseja trabalhar 8 horas por dia, 5 dias por semana e, no fim do mês, ter R$ 5 mil no bolso (com férias de 1 mês por ano), você deve cobrar R$ 38/hora.

Além disso, trabalhar por conta própria e manter as suas finanças em ordem não é nada fácil. Pelo contrário, é sempre difícil separar as coisas e determinar o que é realmente seu e o que é da “sua empresa”. Quer uma ajudinha para se organizar financeiramente, dá uma olhada nesse post aqui que a gente fez sobre apps que te ajudam a manter suas
finanças em ordem.

2 comentários em “Se dê valor: quanto custa o trabalho de freelancer?

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: